É preciso é ter saúde…. E sentido de humor.

Porque para sobreviver ao mundo de enfermagem sem sequelas, é preciso ter sentido de humor. E à medida que vos deixar aqui textos, irão entender do que falo.

Não pretendo gozar com pessoas ou situações, pelo contrário, elas é que parecem que gozam comigo e se é para ser assim, faço questão de me rir da minha própria sina.

Saibam desde já que os hospitais e instituições de saúde não são lugares sombrios onde o humor não acontece, mesmo que estejam no papel de doentes, a não ser que estejam demasiado deprimidos, com demasiadas dores ou inconscientes. Também não ajuda se estiverem nervosos pelas horas de espera nas urgências.

Ou simplesmente também podem não ter sentido de humor. No entanto, se assim for, podem visitar o blog e passar ao separador “Informa-te. Pergunta. A enfermeira responde” onde é o leitor que decide a dose de humor.

Informa-te. Pergunta. A enfermeira responde.

Como enfermeira, penso que a educação para a saúde é a melhor forma de evitar inúmeras doenças, ser internado e correr o risco de vos acontecer algo insólito e virem parar a este blog.

Assim, este espaço é vosso. Podem colocar todas a dúvidas que tenham, de forma anónima, ou não, inclusive aquelas que têm vergonha de perguntar ao médico e logo que ele sai perguntam ao primeiro enfermeiro que aparece.

Por norma também acontece o médico gastar latim a falar do vosso estado de saúde, e no fim pedem ao enfermeiro para traduzir o que quer que tenha sido que ele disse na consulta.

Podem também apenas pedir esclarecimentos banais e conselhos úteis de saúde.

Este espaço é sério e responderei de forma séria, mas aviso já que dependendo da questão poderá ter de levar raspanete a par com a informação que pretende.

Todas as questões poderão ser enviadas para senhoraenfermeira@sapo.pt

Anúncios